segunda-feira, 30 de janeiro de 2012

Terrivelmente...fofo!

Meu menino está com 2 anos e 10 meses, a fase do chororô já passou (ainda bem), mas agora está numa fase, ou melhor, numas que me deixam de cabelo em pé e em teste pra pós graduação pra Paciência...

Ta na teimosia geral, é só falar pra ele fazer (ou não fazer) que ele vai e faz o contrário do que foi dito. "Edu não mexe aí, ele vai e mexe", "Edu, vai pegar seus brinquedos, ele não pega".. tudo me contraria, tudo faz com sua extrema teimosia... E eu, lógico, trabalhando a calma e paciência pra não colocar ele na estatística de "maus tratos" ou de "violência doméstica", mas confesso, é difícil, as vezes ignoro geral tudo isso pra não me estressar (ai quem vê isso de fora vai falar que eu nem dou atenção pro meu filho, ou que sou uma mãe relaxada que deixo ele fazer o que quer... Não é bem assim...)

Mas ok! Já vi que tudo é fase (pelo menos, assim espero que seja).. Vamos ter calma e esperar passar!

A outra fase do momento é da "fofisse", como ele ta um fofo (tirando a teimosia)... Ele fala de tudo, e solta cada pérola que me derreto toda! A última dele foi:

Estávamos eu e Dudu dentro do carro indo pra casa da vovó, quando Dudu olhou pela janela do carro para o céu e falou: "Mamãe, olha a Lua! Que linda né? Quem que pintou a Lua?" e eu um pouco surpresa respondi: "Foi o Papai do Céu, foi Deus" e ele completou: "É mamãe, foi o Papai do céu que pintou a Lua linda 'pa' gente deitar no chão e ficar olhando 'pa' ela né!"

Fala sério, como pode falar uma coisa dessas??? Eu claro que morri de orgulho, me surpreendo a cada dia, as vezes penso se não subestimo a capacidade de raciocínio do meu filho, porque fico tão surpresa com algumas coisas que ele fala... Tão esperto! que continue assim...


quarta-feira, 4 de janeiro de 2012

Ele só chora...

Faz mais ou menos 1 mês que meu filho entrou "numas" de só chorar... Ele acha que vai conseguir tudo no chororô, ele olha pra minha cara e só quer saber de chorar e colo... Não aguento mais!

Então como "boa mãe moderna" utilizei o pai dos burros "Google" para talvez encontrar a solução dos meus problemas, ou pelo menos uma explicação, e eis que achei!

Ufaaa ainda bem que não é só eu que passo por isso, e melhor saber que tem solução e que se for bem conduzida se tornará apenas uma fase...
O que fazer? É bem o que eu já estava fazendo (com muito esforço, porque não é nada fácil): Não repreender com violência, ignorar as birras e agir com indiferença, ser firme, calma e tranquila, não ceder aos caprichos da criança e o principal de tudo: Mostrar que com o chororô, birra, ou seja lá o que faça não vai afetar em nada a minha decisão na qual levou ele a fazer o escândalo. Uma hora ele vai perceber que não adianta nada e muda de tática, o diálogo...
Nossa só espero que ele perceba isso logo viu!